JIU-JITSU FÓRUM & M.M.A

Smoke and Mirrors #153 – Title for Rent

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Smoke and Mirrors #153 – Title for Rent

Mensagem por Gabriel em Dom 19 Out 2014, 10:59 pm

Estamos a apenas a uma semana do Hell in the Cell, e esta semana tal como vos prometi começa a antevisão desse evento aqui no Smoke and Mirrors. Mas ao contrário do que poderiam pensar quando referi este tema, não irei antever nenhum combate do PPV, aliás o tema desta semana não tem mesmo nada a ver com os combates do PPV da próxima semana. Até porque a primeira parte da antevisão do evento vai abordar algo que em princípio não irá afectar unicamente este evento, até porque esta ausência tem mais impacto do qualquer “lesão” do Bryan ou do Reigns.

Assim, a antevisão do PPV começa pela análise da ausência do campeão da WWE Brock Lesnar do evento, e quais as principais consequências desse afastamento. Até porque este facto afecta bastante a construção do card deste evento, com efeitos bastantes nefastos para construção do card, uma vez que ele fica “coxo” do combate que em condições normais deveria ser sempre o main-event de um PPV da WWE.
Ou seja, o próprio evento fica menos apelativo aos olhos dos fãs só pelo simples motivo do Campeão estar ausente, e sobretudo a companhia não pode ter dois pesos e duas medidas para situações similares. Assim, esta ausência do campeão até ao Rumble não podia passar imune á minha análise, e por isso mesmo é que será a temática abordada na edição desta semana deste vosso espaço.

1. Motivos da ausência do campeão

O campeão oficialmente está ausente devido às características do seu contrato, que tal como já foi referido diversas vezes tem um número limitado de aparições em Raws e em PPV´s, mas como é óbvio a WWE já sabia disto quando lhe deu o título. Aliás, eles tinham poucas alternativas que não lhe dar o título depois da vitória na Wrestlemania contra o Taker. Mas se alternativas em termos de lhe dar o título eram escassas, já em termos de contrato acho que a WWE poderia ter sido mais exigente para com o Lesnar, e negociado outro tipo de contrato com ele.
Ou seja, já que ele queria tanto ser campeão da WWE então que tivesse um contrato com um maior número de presenças em Raw´s, e igualmente defesas em todos os PPV´s. Claro que ai implicaria um maior número de contenders credíveis, mas na verdade isso era possível caso a WWE tivesse uma atitude diferente com alguns wrestlers da nova geração. Pelo menos seria diferente de termos um reinado apenas com combates no Summerslam, Night of Champions, Rumble e Wrestlemania.
Assim, o contrato não deveria ser um motivo plausível nem forte para a ausência do campeão da programação, até porque sem ele não temos o Heyman e com isso perdemos um dos melhores talkers da WWE, mas isso nem é o pior que esta situação traz ao produto. Porque, na minha opinião o pior motivo ou argumento é claramente que a ausência deve-se a ausência de competição e neste caso justifica-se que o campeão não apareça até ao Rumble.
Bem, então perdoem-me mas não quero ser exagerar nas críticas, porém este argumento não me parece muito viável ou passível de estar correcto. Porque não me parece positivo que um campeão apenas defronte durante o seu reinado dois adversários, e sobretudo isso não criará o tal clima de demolição que o reinado do Lesnar deveria criar nos fãs, ou seja, era importante que tivesse mais vitórias para ter mais heat.
Ou seja, este reinado sendo bookado deste modo terá como únicos contenders ao título John Cena, e provavelmente na Wrestlemania o Reigns, o que me parece um leque muito escasso de oponentes. Sobretudo porque Reigns irá vencer o confronto com a Besta, o que faz com que o Cena seja a única vítima do mar de destruição do campeão, se não contarmos com o Taker na anterior Wrestlemania.
E um reinado deste não é o que o Lesnar deveria ter quando se intitula de “conquistador”, e sobretudo, tal como referi anteriormente não cria nos fãs aquela vontade de ver o campeão derrubado. E como é óbvio isso traz consequências ao produto, e igualmente á credibilidade do título da WWE, sobretudo agora que é um título unificado.
Por isso, e tendo em conta isso penso que a WWE sabia destas condicionantes desde do inicio, e por essa razão a melhor solução teria sido mesmo o cash-in ter sido bem sucedido no anterior PPV, isto tendo em conta a natureza do contrato do Lesnar. Caso o contrato fosse mais abrangente, na minha opinião a melhor hipótese seria o último combate do Cena contra o campeão fosse já no Hell in the Cell, até porque o PPV beneficiária de ter um combate pelo titulo no evento.
Desse modo o PPV seria mais cativante, e sobretudo cumprira-se a regra do campeão defender o título no prazo de 30 Dias, a “mítica” regra que fez com o que Bryan deixasse de ser campeão. Não digo que a WWE esteja errada nessa situação, apenas não faz sentido uma companhia apressar esse processo numa situação, e na situação actual aceitar que o campeão não defenda durante quatro meses, sabendo as consequências para a credibilidade do título.

2. Consequências para o produto deste reinado

Este reinado do Lesnar em principio até poderia ter tido muitos benefícios para o título, e sobretudo para a pessoa que o iria derrubar, mas face á actual situação tenho algumas dúvidas que o impacto dessa conquista seja tão grande quanto se o campeão tivesse tido um mar de vitórias até á Wrestlemania. Aliás, este reinado acaba mais por ser “umas férias” do campeão e do título, e essa situação traz consequências ao produto tal como referi anteriormente, e são esses factores que serão apresentados de seguida.
Credibilidade do reinado e do título ficam prejudicados – Este factor é um pouco óbvio, uma vez que a ausência do campeão e do título dos ecrãs não ajudam em nada a credibilização de ambos, ou seja, não interessa apenas ter um campeão talentoso e com impacto como o Lesnar, é importante tal como já referi que ele crie “o tal rasto de destruição”. Depois, tal como referi sempre fui defensor que o main-event de um PPV deve ser sempre o combate pelo título principal, excepto em situações extraordinários e muito escassas.
Sendo que, com apenas um título é ainda mais importante que o campeão tenha um presença constante no PPV´s porque os campeões de midcard já não tem o mesmo impacto e credibilidade de outrora, fruto do booking que esses títulos recebem actualmente. E ainda mais importante que isso tudo, o título tem que ser algo visível porque a WWE não pode dizer que o Rollins pode fazer o cash quando quiser e depois durante meses isso não pode acontecer por uma situação que não deveria ocorrer. Mas isso nem o mais grave, porque por mais feuds de main-event que tenhamos, o título tem que ser apresentado como o alvo que todos querem atingir na WWE, e isso só é possível com um campeão presente, coisa que actualmente é impossível com o tipo de reinado do Lesnar.
Excesso de tempo de afastamento do título – Tal como referi no anterior ponto esta situação é excessiva porque tanto tempo de afastamento do título, prejudica os PPV´s da WWE que tem que ser construídos de forma diferente do que seria com um campeão presente. Depois, este tempo faz com que a ausência do título seja sentida o que não é necessariamente mau, porém tudo o que o título precisa não é tanto tempo de afastamento, e sobretudo de duas defesa com o Cena por DQ ou ajuda, como tem sido referido nos rumores.
Isto porque se juntarmos o tempo sem defesas á forma como elas acontecem o resultado final não é nada positivo tanto para o título, como para o campeão, e ainda mesmo para a construção do combate do main-event da Mania, mas sobre isso falaremos mais á frente.
Credibilidade do reinado e do título ficam prejudicados – Este factor é um pouco óbvio, uma vez que a ausência do campeão e do título dos ecrãs não ajudam em nada a credibilização de ambos, ou seja, não interessa apenas ter um campeão talentoso e com impacto como o Lesnar, é importante tal como já referi que ele crie “o tal rasto de destruição”. Depois, tal como referi sempre fui defensor que o main-event de um PPV deve ser sempre o combate pelo título principal, excepto em situações extraordinários e muito escassas.
Sendo que, com apenas um título é ainda mais importante que o campeão tenha um presença constante no PPV´s porque os campeões de midcard já não tem o mesmo impacto e credibilidade de outrora, fruto do booking que esses títulos recebem actualmente. E ainda mais importante que isso tudo, o título tem que ser algo visível porque a WWE não pode dizer que o Rollins pode fazer o cash quando quiser e depois durante meses isso não pode acontecer por uma situação que não deveria ocorrer. Mas isso nem o mais grave, porque por mais feuds de main-event que tenhamos, o título tem que ser apresentado como o alvo que todos querem atingir na WWE, e isso só é possível com um campeão presente, coisa que actualmente é impossível com o tipo de reinado do Lesnar.
Excesso de tempo de afastamento do título – Tal como referi no anterior ponto esta situação é excessiva porque tanto tempo de afastamento do título, prejudica os PPV´s da WWE que tem que ser construídos de forma diferente do que seria com um campeão presente. Depois, este tempo faz com que a ausência do título seja sentida o que não é necessariamente mau, porém tudo o que o título precisa não é tanto tempo de afastamento, e sobretudo de duas defesa com o Cena por DQ ou ajuda, como tem sido referido nos rumores.
Isto porque se juntarmos o tempo sem defesas á forma como elas acontecem o resultado final não é nada positivo tanto para o título, como para o campeão, e ainda mesmo para a construção do combate do main-event da Mania, mas sobre isso falaremos mais á frente.

Gabriel
Membros Admiradores das Artes Marciais Mistas.
Membros Admiradores das Artes Marciais Mistas.

Mensagens : 175
Reputação : 15
Data de inscrição : 09/03/2013
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum