JIU-JITSU FÓRUM & M.M.A

Faixa-preta de Jiu-Jitsu, carpinteiro da Linha 4 do metrô lutará no Mundial em outubro / Black belt in Jiu-Jitsu, carpenter's Line 4 subway fight in World in October

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Faixa-preta de Jiu-Jitsu, carpinteiro da Linha 4 do metrô lutará no Mundial em outubro / Black belt in Jiu-Jitsu, carpenter's Line 4 subway fight in World in October

Mensagem por Robson Kimura em Qua 02 Jul 2014, 8:18 pm

Disciplina, força de vontade e dedicação são exemplos de algumas qualidades que podem ser encontradas nos milhares de colaboradores da Linha 4 do Metrô, que está sendo construída no Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016. Porém, são características muito bem aplicáveis a um atleta, principalmente um lutador. É com este perfil que o faixa-preta de Jiu-Jitsu Wallace Diogo Mesquita, de 30 anos, surge como mais uma revelação esportiva dentre os colaboradores.

Carpinteiro nas obras da Linha 4 há cerca de oito meses, o carioca, que nasceu e foi criado na comunidade da Rocinha, coleciona vitórias nos tatames e chega ao auge da carreira este ano. Em outubro, ele viaja para Califórnia, nos Estados Unidos, onde vai disputar o Mundial na categoria máster. Acostumado aos lugares mais altos no pódio, Wallace coleciona medalhas. São títulos de campeão mundial pela Federação Olímpica, Panamericano e estadual. Além disso, venceu a Copa do Mundo de Jiu-Jitsu e ainda conquistou o segundo lugar no Sulamericano, categoria adulto. É difícil imaginar que um lutador tão vencedor teve receio, quando jovem, e hesitou bastante para entrar no esporte.

“Eu era tímido, tinha medo de apanhar e me machucar. Apesar disso, sempre gostei de lutas e tinha até um quimono guardado em casa”, conta Wallace, que começou a treinar com 17 anos, incentivado por um amigo que o apresentou a “Felipão”, seu primeiro professor e pupilo de Carlson Gracie, mestre da segunda geração da família que desenvolveu o Jiu-Jitsu no Brasil.

Para alcançar todos esses excelentes resultados, além do talento, o carpinteiro segue uma rotina disciplinada e bem organizada. O trabalho começa cedo e, às 6h40, ele já está no canteiro de obras na Praça Antero de Quental, no Leblon, onde cumpre a jornada de trabalho até 15h40. Após deixar o serviço, o foco de Wallace está voltado para preparação física e a luta. São quatro horas diárias, entre musculação e Jiu-Jitsu, no Instituto Reação, ONG criada pelo medalhista olímpico no judô Flávio Canto, situada em São Conrado ao lado da Rocinha. Alguns treinamentos são realizados na sede de Jacarepaguá.

Além dos ensinamentos e virtudes que o esporte e trabalho proporcionam, Wallace encontra forças na família  para seguir em frente. A esposa Daniele e os filhos Jorge e Jennifer, de 10 e 4 anos, respectivamente, são fundamentais na vida do colaborador. E também é na família que o faixa-preta enxerga o grande legado da Linha 4 do Metrô para a cidade do Rio de Janeiro.

“O esporte é importante, mas a obra do metrô não é somente para as Olimpíadas. O benefício vai ser para a vida toda e os meus filhos vão poder ter esse transporte na cidade. Tenho orgulho de fazer parte da obra e sei que vou fazer parte da história porque a Linha 4 vai servir muitas gerações de cariocas”, afirma Wallace.


Discipline, willpower and dedication are examples of some qualities that can be found in the thousands of employees of Metro Line 4, which is being built in Rio de Janeiro for the 2016 Olympics. However, are characteristics very well apply to an athlete mainly a fighter. It is with this profile that the black belt Jiu-Jitsu Wallace Diogo Mesquita, 30, emerges as a sports development among employees.

Carpenter works on Line 4 for about eight months, Rio, who was born and raised in the community of Rocinha, collecting wins on the mat and reaches the peak of his career this year. In October, he travels to California, the United States, where he will compete in the World in master category. Accustomed to the highest places on the podium, Wallace collects medals. Are titles of World Champion for the Olympic, Pan American and state Federation. Moreover, won the World Cup of Jiu-Jitsu and also won second place in the South American adult category. It is hard to imagine that such a winner fighter was afraid when young and hesitated enough to get into the sport.

"I was shy and was afraid of getting hurt. Nevertheless, always liked fights and even had a kimono kept in the house, "says Wallace, who started training at age 17, encouraged by a friend who introduced him to" Big Phil ", his first teacher and student of Carlson Gracie, Master the second generation of the family that developed the Jiu-Jitsu in Brazil.

To achieve all these excellent results, in addition to talent, the carpenter follows a disciplined and well-organized routine. Work begins early and at 6:40 am, he is already at the construction site in Antero de Quental Square, in Leblon, which meets the workday until 15:40. After leaving the service, the focus of Wallace faces fitness and fighting. Are four hours between bodybuilding and Jiu-Jitsu in Reaction Institute, NGO created by Olympic medalist in judo Flávio Canto, located in São Conrado side of the Rocinha. Some trainings are conducted at the headquarters of Jacarepagua.

Besides the teachings and virtues that provide sport and work, Wallace finds strength in family to move on. Daniele's wife and sons George and Jennifer, 10 and 4, respectively, are fundamental in the life of the employee. And it is in the family that the black belt sees the great legacy of Metro Line 4 to the city of Rio de Janeiro.

"The sport is important, but the work of the metro is not only for the Olympics. The benefit will be for life and my children will be able to have that transportation in the city. I am proud to be part of the work and know they'll be part of history because Line 4 will serve many generations of Texans, "said Wallace.

Robson Kimura
Membros Admiradores das Artes Marciais Mistas.
Membros Admiradores das Artes Marciais Mistas.

Mensagens : 149
Reputação : 16
Data de inscrição : 12/08/2013
Idade : 28
Localização : Dojô

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Faixa-preta de Jiu-Jitsu, carpinteiro da Linha 4 do metrô lutará no Mundial em outubro / Black belt in Jiu-Jitsu, carpenter's Line 4 subway fight in World in October

Mensagem por MARCELO CORAÇÃO VALENTE em Qui 03 Jul 2014, 12:17 am

Muito legal mesmo.  Ninguém imagina de onde pode sair um lutador de jiu-jitsu.
Boa sorte para ele

MARCELO CORAÇÃO VALENTE
ADMINISTRADOR DO FÓRUM
ADMINISTRADOR DO FÓRUM

Mensagens : 582
Reputação : 26
Data de inscrição : 23/06/2012
Idade : 42
Localização : Hospício

Ver perfil do usuário http://www.jiu-jitsuforumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum